"Ser bom médico"

"Ser bom médico"

O conceituado e heterodoxo médico espanhol, Juan Gérvas, médico de medicina geral e familiar, proferiu no dia 9 de junho de 2017, das 14h00 às 18h00, no Anfiteatro Teresa Gamito, no Campus de Gambelas da Universidade do Algarve, o workshop «Ser bom médico significa fazer 100% do que há para fazer e fazer 0% do que não há que fazer». A organização deste workshop, que se destinou a médicos e alunos de medicina, foi da responsabilidade da área da Medicina Geral e Familiar do Mestrado Integrado em Medicina da UAlg, em colaboração com a Direção do Internato Médico de Medicina Geral e Familiar da ARS Algarve.

Investigador emérito na área dos cuidados saúde primários e sistemas de saúde, Juan Gérvas, nascido em 1948, tem uma vasta investigação publicada de mais de 400 artigos. É uma das personalidades maiores da Medicina Geral e Familiar a nível mundial, tendo ao longo da sua vida lecionado em várias escolas e universidades das quais destacamos a Universidade de Valladolid, na Escola de Saúde Pública da Universidade Johns Hopkins nos EUA. Desempenha atualmente funções como professor de Cuidados de Saúde Primários na “Escuela Nacional de Sanidad”, em Madrid, e na Universidade Autónoma de Madrid. É membro desde 1986 do Comité Internacional de Classificações da Organização Mundial dos Médicos de Medicina Geral e Familar (WONCA).

Intitulando-se «praticante de uma medicina com limites, científica e humana» e autor da obra «Sano y salvo y libre de intervenciones médicas innecesarias», Juan Gérvas dedicou a sua última década de trabalho como médico de família à população rural da Serra de Madrid após anos de trabalho na capital espanhola, sendo uma voz crítica sobre o sobrediagnóstico e o sobretratamento.